fbpx

Plano de negócios para Clínicas médicas: saiba como desenvolver o seu

plano-de-negocios-para-clinicas-medicas

Ao decidir empreender na área da saúde, é indispensável contar com um plano de negócios para clínicas médicas. Estamos falando de um documento que pode indicar o melhor caminho a ser seguido para um negócio.

Toda a estrutura e os objetivos de uma clínica médica devem ser levados em consideração por meio de um plano de negócios. É o que justifica a sua importância no momento de administrar um negócio de forma assertiva.

No entanto, por mais que o plano de negócios para clínicas médicas seja uma ferramenta de suma importância, muitos médicos ainda ignoram a sua realização. O que faz com que eles percam oportunidades de se destacar no mercado.

Sendo assim, o que você acha de compreender como elaborar um plano de negócios para uma clínica médica? Leia o nosso artigo com atenção e aproveite para tirar todas as suas dúvidas referentes ao assunto!

Confira também: Contabilidade para médicos e clínicas médicas: conheça a importância de uma parceria especializada.

Do que se trata o plano de negócios para clínicas médicas?

O plano de negócios funciona como um guia, responsável por indicar os melhores caminhos a serem seguidos por uma clínica médica.

Deste modo, os gestores poderão compreender melhor o mercado no qual atuam, os seus serviços prestados e quais decisões podem ser tomadas, a fim de proporcionar a obtenção de resultados positivos.

A elaboração de um plano de negócios para clínicas médicas traz consigo a definição de todos os objetivos de um negócio, e quais são as principais estratégias que permitem alcançá-los. O que possibilita identificar todos os riscos envolvidos.

Sendo assim, estamos falando de uma ferramenta estratégica na gestão de empresas de todos os segmentos. Afinal de contas, os gestores de uma clínica agora podem tomar decisões cada vez mais assertivas.

Ao optar por não elaborar um plano de negócios, uma clínica médica pode ficar sujeita a uma série de riscos. O que, diante de uma possível crise no mercado da saúde, pode levá-la a ter que encerrar as suas atividades.

Por que contar com um plano de negócios para clínicas médicas?

O plano de negócios é uma ferramenta utilizada desde o processo de abertura de uma clínica médica até a sua gestão.

Por mais que uma clínica médica venha a enfrentar determinados riscos, o plano de negócios surge com o intuito de eliminar falhas de gestão e indicar sempre o melhor caminho a ser seguido pelos seus gestores.

Desta maneira, confira a seguir quais são as principais vantagens por trás do plano de negócios para clínicas médicas:

  • Ajuda no momento de abertura de uma clínica médica;
  • Orienta os passos para a sua expansão;
  • Otimiza a comunicação entre sócios, investidores e funcionários;
  • Contribui a selecionar os principais indicadores de desempenho;
  • Ajuda na captação de novos recursos.

Sendo assim, o sucesso de uma clínica médica passa pela elaboração de um plano de negócios. Afinal, ele permite que a sua gestão seja feita de forma mais assertiva, possibilitando o desenvolvimento financeiro de uma empresa.

Agora, que tal entendermos quais são os passos para montar um plano de negócios para clínicas médicas? Confira a seguir!

Leia também o nosso artigo: Abrir uma empresa em Belo Horizonte: Conheça os principais negócios para investir no “novo normal”.

Como elaborar um plano de negócios para clínicas médicas?

A fim de elaborar um plano de negócios para clínicas médicas, é necessário que os seus gestores sigam alguns passos. Acompanhe a seguir quais são:

1. Reúna todas as informações

A primeira etapa da elaboração de um plano de negócios passa por reunir todas as informações possíveis sobre o ramo da saúde. O que permite identificar quais são as principais necessidades encontradas.

Deste modo, após ter todos os dados necessários em mãos, é possível planejar uma proposta de valor para uma clínica médica. É importante ressaltar que os dados também podem ser obtidos por meio de órgãos oficiais.

2. Faça uma análise de mercado

O segundo passo do plano de negócios para clínicas médicas é a realização de uma análise de mercado. Aqui, os gestores devem ter bastante cautela, uma vez será feita a definição de diversos fatores, como por exemplo:

  • Clientes;
  • Concorrentes;
  • Fornecedores;
  • Laboratórios;
  • Parceiros.

O próximo passo é decidir quais serão os serviços prestados pela clínica médica, o que permite também definir a sua precificação. Isso é, o preço cobrado por cada um dos serviços que serão oferecidos aos clientes.

Além disso, acompanhe também o nosso artigo: Planejamento Financeiro 2021: Como se preparar para as mudanças de mercado.

3. Elabore um plano de marketing

Uma terceira etapa no plano de negócios é a elaboração de um plano de marketing, etapa indispensável para o crescimento de uma clínica médica. O foco é conhecer o mercado e os seus consumidores e, assim, buscar criar relacionamentos.

Por meio de uma estratégia de marketing, uma clínica médica pode colher uma série de benefícios, como:

  • Fidelizar os seus pacientes;
  • Fazer uma gestão da sua marca;
  • Construir bons relacionamentos;
  • Engajar com os seus colaboradores.

4. Tenha um plano operacional

Uma das últimas etapas do plano de negócios para clínicas médicas é elaborar um planejamento operacional. Aqui, é fundamental que os gestores façam uma listagem das principais especificidades do negócio, como:

  • A sua localização;
  • Seus equipamentos;
  • As suas instalações físicas.

Sendo assim, é possível identificar a capacidade de atendimento e, com isso, selecionar recursos que proporcionem uma melhor performance. Deve-se sempre buscar o máximo de detalhes possíveis, evitando assim desperdícios.

Acompanhe também: Holdings de Proteção Patrimonial: O que são e como elas podem ajudar seus negócios?

5. Faça uma boa gestão financeira

A última etapa de um plano de negócios é a elaboração de um planejamento financeiro. O objetivo principal é definir qual será o investimento necessário e quais as fontes de receita na gestão de uma clínica médica.

Deste modo, é de fundamental importância fazer uma estimativa dos custos iniciais, despesas, receitas, dentre outros fatores relacionados às suas finanças.

Por fim, os gestores poderão definir qual será o investimento inicial e o capital de giro de uma clínica médica. O que poderá proporcionar uma maior segurança à sua gestão, correndo assim um número menor de riscos.

Você acabou de acompanhar informações relevantes sobre o plano de negócios para clínicas médicas. Agora, que tal colocar tudo o que foi abordado em prática?

Caso precise de um suporte especializado, conte com a CJF Contabilidade! Nós estaremos ao seu lado em todas as etapas: da abertura da sua clínica médica até o seu sucesso!

Portanto, entre em contato conosco e descubra como nós podemos te ajudar! Não se esqueça de seguir as nossas redes sociais e acessar o nosso blog para acompanhar outros conteúdos!

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook

Mais Notícias

Entre em Contato